(27) 3323-1617

INFORMAÇÕES

09 de Maio de 2014


A Hipnose e o Trabalho Terapêutico


Pode ser a hipnose uma ferramenta no trabalho terapêutico?

A hipnose é uma excelente ferramenta para ser usada no trabalho terapêutico. É uma ferramenta de comunicação eficiente. Sua principal vantagem é possibilitar o acesso aos recursos ilimitados do inconsciente. A mente consciente é limitada. Levar uma pessoa conscientemente às mudanças é um processo muito mais demorado. Quando uma pessoa recorre ao trabalho terapêutico, já, tentou conscientemente mudar e não conseguiu. Na mente inconsciente estão as lembranças, compreensões, percepções, necessidades que a pessoa necessita.

 

Como usar a hipnose como ferramenta?

Como qualquer ferramenta, ela também deve ser usada por pessoas que aprenderam como usá-la. O mau uso da mesma pode trazer prejuízos ao cliente. O estado emocional especial da hipnose permite um acesso mais rápido ao inconsciente e a experiência demonstra que é no inconsciente que se encontram os recursos para superar as dificuldades do paciente. Assim, a melhor forma de usar a hipnose é a forma indireta, ou seja, utilizando uma linguagem metafórica apropriada ao paciente. Quanto mais o cliente se mostra resistente às mudanças, mais a indiretividade deve ser usada. O rapport, ou sintonia é o primeiro passo para que o laço de confiança se faça entre terapeuta e cliente e o cliente possa se permitir entrar em transe hipnótico. O uso da hipnose é feito sob medida para cada pessoa.

 

Pressupostos da terapia Ericksoniana:

A percepção e interpretação de qualquer fenômeno dependem de um referencial, ou seja, um conjunto de pressupostos nos quais nos baseamos. Ao palpar o fígado para identificar se existe alguma anomalia, o médico se baseia no pressuposto de que o fígado encontra-se no lado direito da região abdominal, por detrás das costelas. É necessário ter esse referencial, ter isso como uma verdade, embora se saiba que em raros casos de anomalias o fígado possa estar do outro lado do abdômen. Ocorre o mesmo com a compreensão do comportamento humano, e com as possíveis intervenções que permitam mudanças. Os pressupostos não são verdades absolutas, são apenas referenciais que a prática clínica demonstra serem úteis e eficientes para o trabalho terapêutico.

 

Um dos pressupostos da terapia Ericksoniana é de que o inconsciente é uma fonte inesgotável de recursos, e que por meio da hipnose, pode-se acessá-los para realizar as mudanças, de forma mais rápida e consistente.

 

Cada pessoa tem todos os recursos que necessita para resolver qualquer problema, dentro de si. A hipnose é a ferramenta para acessa-los.

 

O estado emocional especial da hipnose permite que o inconsciente assuma o processo natural de mudanças saudáveis. Isto ocorre, freqüentemente, de maneira inconsciente. Ao contrário do pensamento Freudiano do início do século XX, a experiência com a hipnose Ericksoniana demonstra que não é necessário tornar consciente o inconsciente. O paciente se surpreende vivendo de maneira cada vez mais saudável, como um processo de autocura, o que é natural no ser humano.

          

INFORMAÇÕES

19.01

PSICOTERAPIA SIMPLIFICADA - uma experiência

+

06.01

Hipnoterapia - uma das abordagens.

+

09.05

Como cada um vivencia um estado hipnótico?

+

09.05

A Hipnose e o Trabalho Terapêutico

+